Conheça tudo sobre Absinto, a bebida da Fada Verde!
 

Mais da História do Absinto

 
 

Absinto (também conhecido por losna ou sintro) é um dos nomes vulgares da Artemisia absinthium É uma erva originária da Europa e da Ásia, de folhas recortadas de cor cinzenta, de sabor muito amargo e que se utiliza como planta medicinal e ainda  na fabricação e destilação da bebida conhecida como Absinto. ou, Absynto, ou ate Absinthe.

Na Grécia Antiga esta planta era dedicada à deusa Artemis (Diana, entre os romanos, deusa da fecundidade e da caça). Daí a origem de seu nome científico.

O absinto contêm pequenas quantidades de tujona que se pensou outrora ser relacionado com o THC (que é uma das substância químicas que compõem a maconha), mas sabe-se agora que é um antagonista dos receptores GABA-A (e que têm um papel muito importante na manifestação da ansiedade). O consumo excessivo pode causar espasmos e convulsões, mais na produção de absinto,  o processo de destilação deixa uma quantidade mínima da substância. O destilado feito dessa planta pode tambem incluir anis, funcho e por vezes outras ervas. Tem quem fabrica a bebida misturada com ate 15 ervas.  Segundo a lenda ele foi inventado como “remédio para todos os males” pelo Dr. Pierre Ordinaire, um medico francês que vivia em Couvet na Suíça por volta de 1792. Em 1805, o Absinto perdeu seu caráter medicinal e ganhou o status de "bebida nacional" franco-suíça .

É chamado incorretamente de 'licor' embora esta bebida não contenha nenhum tipo de açúcar e não seja doce (ao servir , um pouco de açucar é acrescentado no copo seguindo os passos clássicos no ‘ritual’ do maneira de servi-lo). O destilado de absinto, ou simplesmente absinto, é especialmente popular na França sobretudo pela ligação aos artistas parisienses de finais do século XIX e princípios do século XX, até à sua proibição em 1915 Depois disso ganhou alguma popularidade com a sua legalização em vários países. Há citações em que, artistas como Van Gogh, Rimbaud, Baudelaire e Toulouse-Lautrec, entre outros, tomavam com certa freqüência essa bebida, outros historiadores afirmam que o destilado de ervas cor verde-esmeralda, seria o responsável pelo comportamento bizarro de Van Gogh. Como ele tem geralmente uma cor verde-pálido, transparente ou no caso de ter envelhecido (o que não é prejudicial ao sabor) fica castanho claro, chamam-no por vezes "Fada Verde". Tem um aroma amargo similar ao anis, porém mais sutil devido às diversas outras ervas usadas, e apresenta uma porcentagem de álcool muito elevada (45%), embora tem uma variedade comercializada com teor de 89,9% .e o tal de “Absinthe Hapsburg” .

É consumido seguindo o ritual histórico: um pouco de água gelada era derramada sobre uma colher perfurada, onde se encontrava um torrão de açucar. A água derrete o açúcar e o levava para dentro do copo de Absinto, que contém uma dose de absinto, isto faz com que o absinto mude a sua cor para um líquido claro, quase opaco. Este era o passaporte para longas e coloridas viagens.

Existem outros rituais mas nenhum envolve tocar fogo no açúcar, tal como aparece em vários filmes, o que daria um sabor de açúcar queimado a bebida  (perdendo assim teor alcoólico). Isso é realizado apenas para teatralizar mais a cena do filme.  Tambem existem relatos de alucinações devido ao consumo de absinto, principalmente contados pelos poetas, tal fato nunca foi confirmado e com certeza não passam de exagero, como acontece com outras bebidas tal qual o vinho.

No inicio de  Seculo XX o Absinto foi proibido em quase em todo o mundo. Recentemente seu consumo foi novamente liberado aqui no Brasil, mas é preciso cuidado ao se deparar com uma garrafa do produto. Além de ser uma das bebidas com maior teor alcoólico, sua produção em larga escala é ainda uma raridade,  tendo voltado praticamente à esfera artesanal.  Ai já viu né? ..  Muitas garrafas falsificadas sao vendidas como ‘verdadeiros abisinto”  A maior parte do Absinto encontrada por estas bandas vem de Portugal, mas se puder, dê preferência ao Absinto produzido na República Tcheca.  Se ainda ficou curioso e você quer sentir como é o clima da ‘Fada Verde’ sem se dar mal, beba o licor francês Pernoud, que possui praticamente o mesmo sabor. Todavia, um alerta: O chamado “óleo essencial” de Absinto (extraido diretamente da planta) é extremamente tóxico e letal, não devendo ser consumido em hipótese alguma.... nenhuma mesmo. 

Conclusão:  Esta bebida foi ‘proibida’ pela confusao na hora de destilar a mesma, se nao tiver cuidado, e for preparada apenas pura, além de ficar com um sabor extremamente amargo ( o que justifica a adiçao de  açucar),  tem o seu teor alucinógeno  alto. Dai a necessidade prática de misturar  a outras ervas. Como atualmente ela é fabricada e preparada quase que artesanalmente, nao existe controle sobre quais ervas,  quantidade de alcool e ate de tujona.  O que tira o interesse comercial na bebida. Só o cinema que teima em mostrar, e de maneira iresponsável que ela é ‘sofisticada’...

 



Home

Quem somos

Loja

Cadastre-se

Contato

Conheça Também:

Imigrantes Bebidas
Clã do Whiky
Adega do Vinho
Bebidaebebidas.com.br
Alambique da Cachaça
Absintos.com.br
© 2012 www.vodkas.com.br - Propriedade da Imigrantes Bebidas - Desenvolvido por MKTEAM E-commerce Marketing
461260